Destinos Espanha Europa

Madri – onde se hospedar?

O Viajante Colorido te conta onde você pode ficar em Madrid!

Confessamos que ao planejar visitar a capital espanhola, como não conhecíamos muitas pessoas que tinham ido pra Madri, então reservar hotel foi uma tarefa bem difícil.

Perdemos as contas de quantas noites ficamos procurando hotel e se informando sobre o melhor bairro pra se hospedar.

Um erro frequente dos viajantes é querer sempre ficar perto dos principais pontos turísticos, outro, é querer ficar muito longe porque o preço é muito baixo, o que torna as hospedagens caras e nem sempre são os melhores lugares pra ficar.

Se você procura hotel em Nova York e usa como ponto de referência o Central Park (vai acordar cedo pra correr lá?), procura hotel em Paris e usa como ponto de referência a Torre Eiffel (quer ficar sempre iluminada?).

Brincadeiras à parte, tudo isso é uma grande bobagem! Mas e em Madri? Qual o ponto de referência?

O melhor a ser feito é ler bastante sobre os bairros e ter uma estação de metrô sempre pertinho de você.

Nós aqui do Viajante Colorido sempre damos preferência por hospedagens em áreas mais residenciais, porque gostamos de sentir como é a vida dos moradores locais.

 

No caso de Madri  escolhemos a região de Tetuán, que fica pertinho do Estádio Santiago Bernabeu (aí você me pergunta: vai jogar futebol sua louca?).

Mas depois de muitas pesquisas, vimos que o bairro tinha tudo que a gente precisava: bares, restaurantes, mercados e mais de uma estação de metrô próxima.

O hotel que escolhemos foi o INFANTA MERCEDES. Tarifa de €50 a diária com café da manhã (incrível) em apartamento duplo. 

O hotel era muito bom, quartos com piso de madeira, banheiro limpíssimo e com banheira.

A cama era muito confortável. Aliás, quando fizemos a reserva do quarto não era permitido escolher o tipo de cama. O recepcionista nos perguntou se eramos casal e dissemos que sim.

Sem nenhum problema, olhar ou questionamento, ele já separou um quarto com cama de casal pra gente (estávamos em dois homens, gays) PONTO PRA ELES!

Fachada Hotel Infanta Mercedes

 

Nossa única reclamação: o ar condicionado do piso térreo era central e à noite não fazia muito calor na rua (no quarto parecia que estávamos no inferno).

A linda da recepcionista ficava com frio na recepção de madrugada e desligava o ar, aquela egoísta (risos).

Ligamos várias vezes pra reclamar, mas ela ligava e acabava desligando novamente.

Esse foi o único problema.

O café da manhã estava sempre com coisas fresquinhas, frutas e tinha até churros com chocolate!

Ficaríamos lá novamente, porém, em um andar mais alto por conta do problema com o ar.

Nota do Viajante Colorido para o Hotel Infanta Mercedes: 09

Outras dicas de hospedagem:

Centro Histórico

Se você quiser ficar em lugares super movimentados, com muitos restaurantes e bares (cheios), perto do agito e da vida noturna essa é a região certa pra você.

Você vai estar também bem perto por exemplo de: Puerta del Sol, Gran Via e Plaza Mayor.

Chueca

O bairro gay de Madri. Lá você vai encontrar pessoas modernas, de todos os tipos. Tem muitos cafés legais, bares e restaurantes. Fica a 15 minutinhos de Puerta del Sol (caminhando)

Huertas e Atocha

Localização bem central. O bairro é bem moderno, com muitas baladas e bares.

A galera mais cool da cidade anda por lá. Muito bom pra quem vai viajar de trem e ônibus pra outras cidades, já que todos saem da estação Atocha.

Esperamos ter ajudado um pouco com as dicas! Deixe seus comentários pra gente, tá bom?

 

Quer reservar o Hotel Infanta Mercedes? temos tarifa com desconto no Booking. Clique Aqui!

Viajante Colorido

Sobre o autor

Roberto Caravieri

Robba Caravieri , Consultor de viagens e aprendiz de publicitário. Colaborador/proprietário do Viajante Colorido - O maior portal LGBT+ do Brasil.

Add Comment

Click here to post a comment