O que fazer em Natal? Veja 5 atividades incríveis

o que fazer em natal - viajante colorido

Primeiramente, os apaixonados por viagens não podem deixar de conferir uma das grandes maravilhas do Brasil: Natal (RN). Esse é sem sombra de dúvidas um dos roteiros mais almejados por quem ama turistar, e aqui irei mostrar a você o que fazer em Natal quando for visitar este que é um dos cartões postais brasileiros.

Cercada por dunas e muita paisagem verde, se diz que o verão lá dura o ano inteiro, já que os períodos de chuva são esporádicos e normalmente ocorrem entre abril e julho.

O que fazer em Natal?

Com mais de 800 mil habitantes, o município oferece uma grande variedade de atividades e passeios para quem deseja conhecer a região. São 400 km de costa de praia, banhados pelo Oceano Atlântico, com uma população hospitaleira e cheia de energia para dar e vender!

Capital Mundial do Buggy

buggy - o que fazer em natal - viajante colorido
Uma das principais atividades de Natal, é andar de buggy nas dunas!

Quem vai para Natal, não pode deixar de participar de uma das atividades mais tradicionais da região, que são as viagens de Buggy. Considerada a Capital Mundial do Buggy, as dunas que ocupam grande parte do litoral oferecem o cenário perfeito para este tipo de passeio.

Um dos roteiros mais sugeridos de passeios em natal para quem deseja curtir uma paisagem estonteante, com aquela pontada de aventura, é a rota que liga a capital com as Dunas de Genipabu.

O caminho é rodeado por montanhas de areia que parecem vivas ao vento, além de lagoas de água cristalina e uma área verde de proteção ambiental. Além disso, a região conta com alguns dos melhores bares e restaurantes para quem deseja curtir uma tarde agradável com a família ou amigos.

Skibunda – O que fazer em Natal

Para quem realiza o passeio de buggy, é praticamente impossível não esbarrar em um dos esportes mais divertidos que existem, e que só podem ser encontrados em praias como a de Natal: o Skibunda.

Nesta modalidade, então, os praticantes e aventureiros descem as dunas de areia em cima de uma prancha de madeira e realizam um mergulho na água quando chegam ao final.

O esporte apesar de parecer brincadeira de criança é ao mesmo tempo, totalmente regulamentado, para garantir que tudo ocorra da forma mais segura para os participantes.

Primeiramente, apesar de necessitar apenas de uma duna mais inclinada para ser praticada, existem pontos específicos da região para isso. Sobretudo, evite locais sem identificação, e procure indicações em hotéis ou pousadas em que esteja hospedado sobre profissionais confiáveis da área.

Outra observação que deve ser feita, por exemplo, é o estado em que se encontra há utilizada na prática do esporte. A princípio, ela deve estar em boas condições para que não ofereça riscos na hora de descer pelas montanhas de areia.

Aerobunda – O que fazer em Natal

Quando chegar em Natal você vai ver que a tradicional tirolesa ganhou um nome mais que especial: o “Aerobunda”.

O famoso esporte de ir de um ponto a outro por um acento que corre por um trilho aéreo, torna-se muito mais especial com as paisagens estonteantes da capital Potiguar.

Onde tem o Aerobunda?

Praticamente todas as lagoas presentes na região oferecem este esporte, porém mais uma vez se faz preciso estar atento para garantir toda a segurança do passeio.

Busque por locais com profissionais capacitados, de preferência com boas indicações de quem já tenha utilizado seus serviços. Confira também se o equipamento utilizado está em boas condições, sem sinais de desgaste.

Parque Dom Nivaldo Monte

Passagem obrigatória para qualquer pessoa que passe por Natal, é uma visitação ao Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte. Com mais de 136 hectares, um dos grandes destaques é o fato de ter sido projeto pela parceria entre Oscar Niemeyer, Ana Niemeyer e Jair Varela.

Onde fica e como visitar?

O monumento que fica no alto do morro é o mais famoso do local, e chama-se Memorial, uma construção com um formato que lembra muito um olho gigante e, ainda mais, proporciona uma visão panorâmica incrível.

Mas além desta magnífica construção, o Parque também conta com trilhas pavimentadas e naturais, biblioteca e uma Escola de Educação Ambiental.

O que fazer em Natal: Fortaleza dos Reis Magos

Sendo um grande marco histórico do Brasil, a Fortaleza dos Reis Magos teve sua construção iniciada em 1598, e teve seu tombamento pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em 1949.

Do mesmo modo, a arquitetura, então, foi feita em formato de uma estrela de cinco pontas, e sua importância histórica é imensurável. Até hoje possui alguns dos canhões instalados na parte superior do forte.

Como visitar?

É possível fazer uma visitação até a Fortaleza dos Reis Magos, e não é difícil encontrar excursões com profissionais que irão explicar toda a riquíssima história da construção.

Contudo, hoje ele consiste em um dos cartões postais mais belos do país. O qual abriga um museu com peças referentes à colonização do estado, feita por Portugal, que na época integrava o Reino da Espanha.

Gastronomia

Uma viagem até Natal não tem como ser completa e perfeita, se você não provar da riquíssima gastronomia. As refeições são preparadas com toques regionais particulares, com sabor o tempero super nordestino.

As comidas típicas

macaxeira com carne de sol - o que fazer em natal - viajante colorido
Macaxeira com carne de sol, um dos pratos principais de Natal

Primeiramente, a carne de sol é uma iguaria que tem este nome por conta de seu preparo. A carne tem o seu processo de salga e secagem na luz do sol por horas, para preservação. Logo após, então, ela é assada e servida com acompanhamentos como o pirão de queijo e o feijão-verde.

Quais são as outras comidas típicas?

Em seguida, um dos principais pratos comercializados pelos restaurantes é o camarão. O crustáceo acaba sendo apreciado por todos os potiguares, com receitas passadas de geração a geração pelos residentes locais.

Já ouviu falar do Ginga?

Logo depois, outro preparo muito apreciado e encontrado nos estabelecimentos mais tradicionais da região, é o “ginga” com tapioca. O “ginga” é um peixe sem espinhas, recheado e ao mesmo tempo, assado com farinha de tapioca. Hoje é considerado um patrimônio cultural imaterial do Estado.

Veja mais do nordeste do Brasil em: O que fazer em Salvador em 3 dias? | As 20 melhores e mais bonitas praias do nordeste | As praias de Maragogi

Dicas para sua viagem:

Descontos