O que é a Cidade Proibida da China?

Cidade Proibida da China

Você certamente já deve ter ouvido falar na Cidade Proibida da China. Mas afinal, do que se trata? Uma cidade onde ninguém pode entrar? Não é bem por aí.

Em 1987, ela foi tombada como Patrimônio da Humanidade, pela sua importância para o país e o mundo.

Inclusive, você sabia que a China é o segundo país no mundo com o maior número de patrimônios mundiais? Ela só perde para a Itália, que ocupa a primeira posição neste ranking.

Quer conhecer mais sobre ela?

A Cidade Proibida da China, onde fica?

A Cidade Proibida fica localizada em Beijing, capital da China, e recebeu esse nome porque, naquela época (séculos atrás), era proibida para os civis. 

Sua história começa em meados de 1420, quando ela começou a ser construída. Inicialmente, a Cidade Proibida deveria ser erguida para servir como lar dos imperadores da China Antiga. 

Foi a partir de 1917 que a China passou por reformas políticas e iniciou um regime republicano.

Durante o período de dinastia, um total de 24 imperadores governaram o país por mais de meio século, desde 1420.

E, porque ela recebeu o nome de Cidade Proibida?

Porque os civis não podiam entrar nela, somente os imperadores e as famílias dos governantes. A China permaneceu em um regime imperial por muito tempo, por isso, a Cidade Proibida se tornou símbolo de história e poder para a China.

Forbidden City - Cidade proibida da China
Forbidden City – Cidade proibida da China

Mas não se preocupe: se você quer viajar para a China, poderá conhecer a Cidade Proibida. Na verdade, são feitos muitos passeios por lá, e ela é um dos principais pontos turísticos. Mas a fim de preservar o local, existe uma capacidade máxima de 80 mil visitantes por dia, para eles poderem ter uma experiência mais agradável. 

Diariamente, pelo menos 140 mil visitantes vão à Cidade Proibida, embora nem todos possam visitá-la, precisando retornar no dia seguinte.

Sendo assim, por conta disso, tem filas enormes, e muitos turistas acabam tendo a vista prejudicada dos cômodos da cidade pelo excesso de pessoas presentes no local.

A Cidade Proibida recebeu esse nome devido à segurança reforçada que existia na época da China Imperial. Naquele tempo, somente os conselheiros reais, serviçais, militares e herdeiros podiam transitar livremente pelo local.

Além deles, também podiam circular as concubinas do imperador, os parentes mais próximos e os eunucos, os únicos homens que podiam permanecer próximos das concubinas. 

A Cidade Proibida também tinha uma segurança muito reforçada. Além dos guerreiros, ela tinha uma muralha com quase 4 km de extensão e 10 metros de altura, além de um fosso com 6 metros de profundidade que circundava toda a cidade. 

Vale a pena conhecer?

Vale muito a pena, e você pode ter certeza de que será uma viagem inesquecível.

Ao chegar perto da Cidade Proibida, você passará pela Praça da Paz Celestial, um local extremamente importante para a história da China. Você provavelmente já deve ter visto a famosa foto de um chinês sozinho em frente aos tanques de guerra.

É importante manter um comportamento respeitoso com os moradores. Existem, por exemplo, muitos turistas, e sempre há ronda do exército chinês em grupos sincronizados para manter a segurança na praça.

Já para entrar na Cidade Proibida, também há segurança reforçada, e ela é feita desde a entrada até a saída.

A Cidade Proibida é muito grande. Ela tem quase 720 mil metros quadrados, com várias áreas para descansar, tomar um chá, jogar e, ao mesmo tempo, meditar. Há muitas esculturas lindas de pedra no local, e você poderá tirar algumas fotos e fazer filmagens em algumas regiões. 

Gostou de saber mais sobre a misteriosa Cidade Proibida da China?

Bem como, se você se interessou em viajar para lá, saiba que para entrar na China é fundamental portar o seu visto de turista. Sem a documentação em dia, você não poderá sair do aeroporto!

Portanto, clique aqui para descobrir como emitir o seu visto e já vai preparando o seu planejamento para conhecer um dos países mais visitados do mundo! 

Outros destinos da China. Se você quer conhecer o Japão.

Dicas para sua viagem:

Descontos